Nintendo está processando loja por venda de switch hack

Por Alex Calvin, sexta-feira, 20 de novembro de 2020 13:56 GMT

Mais uma vez, o criador do Mario está lutando contra a pirataria.

A Nintendo está levando uma loja online ao tribunal por vender software que pode contornar as “medidas de proteção tecnológica” do Switch.

O dono da plataforma abriu um processo contra Le Hoang Minh no tribunal do Distrito Ocidental de Washington – conforme detectado pelo Polygon – alegando que o vendedor da Amazon está permitindo que as pessoas desbloqueiem seus consoles com seus produtos RCM Loader. Esses dispositivos USB permitem que os usuários executem softwares que não são permitidos no Switch.

A Nintendo inicialmente enviou uma notificação DMCA para Minh, que emitiu uma reconvenção. O dono da plataforma então teve que processar o vendedor, caso contrário, a Amazon teria que relistar os carregadores RCM.

A Nintendo diz que, ao desativar suas medidas de proteção, o RCM Loader está “causando a pirataria generalizada de videogames protegidos por direitos autorais da Nintendo”.

A plataforma descreveu a pirataria de videogame como um “problema internacional sério e cada vez pior”.

A Nintendo espera que o tribunal impeça Le Hoang Minh de vender RCM Loaders e premie com $ 2.500 por cada infração.

Assine a newsletter . Receba todas as melhores partes do . em sua caixa de entrada todas as sextas-feiras!

Este é o último processo que a Nintendo empreendeu em um esforço para erradicar a pirataria. Já em 2015, a empresa ganhou um processo em Milão contra a PC Box, empresa italiana que importava aparelhos que permitiam a pirataria. Isso ocorreu após uma decisão do Tribunal de Justiça da UE que disse que o software caseiro para consoles pode não ser ilegal.

Às vezes, incluímos links para lojas de varejo online. Se você clicar em um e fazer uma compra, podemos receber uma pequena comissão. Para mais informações, clique aqui.

Assistir no YouTube ‘); jQuery (yt_video_wrapper) .remove (); }); }); }