Esta semana em jogos – Mudando

Bem-vindos de volta, pessoal! Que semana selvagem esta foi para a indústria de jogos. Iremos mais fundo nisso, mas caramba. Na semana passada também assistimos ao desaparecimento de Dark Void e Dark Void Zero da CAPCOM. Dark Void foi a tentativa da CAPCOM de criar um grande jogo de ação de mundo aberto na época do Xbox 360/PS3, com o gancho central de seu personagem tendo um jetpack para voar. Pense nisso como uma versão mais sombria da ficção científica de The Rocketeer. Dark Void Zero, por outro lado, foi um dos primeiros exemplos do que as pessoas chamam de “demakes”: um side-scroller feito em estilo retrô de 8 bits tentando capturar como Dark Void teria sido na época do NES. Também nunca tive tempo de jogar, mas comprei os dois no Steam enquanto ainda tinha chance. Quero pensar que a CAPCOM não os derrubaria a menos que planejassem algum tipo de remasterização no futuro…

Isso é…

Arte de Peixe-gato

Esperando pelo desafio do jogo retrô? Bandai diz: “Não vai acontecer”…

Em setembro passado, informamos sobre o anúncio do GameCenter CX: Arino no Chousenjou 1 + 2 Replay, uma versão japonesa do que chamamos de jogos Retro Game Challenge nos Estados Unidos. Para os não iniciados: GameCenter CX é uma série de comédia com mais de 300 episódios sobre o comediante japonês Shinya Arino tentando vencer jogos clássicos. Segue-se a hilaridade. O GameCenter CX finalmente recebeu um par de videogames no Nintendo DS em que você, o jogador, é enviado de volta no tempo até 1989 pelo estranho rosto 3D de Arino para que possa ajudar uma versão infantil dele a vencer cópias ersatz de títulos clássicos do NES. O primeiro jogo foi apresentado como Retro Game Challenge, e esperava-se que o jogo pudesse ter sucesso suficiente para justificar o licenciamento e o lançamento da série GameCenter CX nos EUA. Não deu certo, mas criou um grupo pequeno, mas dedicado, de fãs do GameCenter CX e o jogo em si fez com que os fãs se referissem a…

Autor